Dificuldade de pessoas com epilepsia no mercado de trabalho foi tema de encontro online

10 de setembro de 2021

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada em junho de 2021 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que o país incluiu, no primeiro trimestre de 2021, 489 mil novos desempregados nas estatísticas, somando mais de 14 milhões de trabalhadores desocupados no país. Um encontro online organizado pela vereadora Cris Monteiro (NOVO/SP) e pela Associação Brasileira de Epilepsia- ABE que aconteceu nesta quinta-feira (9), mostrou que esta realidade é ainda mais difícil para quem tem epilepsia.

Participaram do Encontro, além da parlamentar, Maria Alice Susemihl- presidente da ABE, Dra. Lailah Vasconcelos de Oliveira Vilela- médica pela Universidade Federal de Minas Gerais, com residência em medicina preventiva e social, na área de concentração em saúde e trabalho, e as pessoas com epilepsia que deram os seus depoimentos: Adriane França, Jéssica Barbosa da Paixão e Vitor de Almeida.

Ainda há muita desinformação, tabus e preconceitos sobre como uma pessoa com a doença vive seu dia a dia e como os tratamentos podem ajudar a manter as crises sob controle sem comprometer a capacidade profissional. Por esse motivo, no dia 9 de setembro, Dia Nacional e Latino-Americano de Conscientização da Epilepsia, a ABE, junto com a vereadora Cris Monteiro, realizaram o encontro online “Epilepsia em pauta” – “Epilepsia e trabalho: dilemas e desafios”.


“Muitas dessas pessoas sofrem para arrumar emprego e algumas até conseguem, mas logo em seguida, ao terem crise, são demitidas. Precisamos dar luz ao tema e fazer com que as pessoas entendam o que é a epilepsia, busquem tratamento e também queremos chamar a atenção dos empregadores, deixando claro que as pessoas medicadas podem levar uma vida normal e que elas precisam trabalhar”, explicou a vereadora.


Entre as pautas que foram discutidas no evento online está o PL0327/21 que institui a campanha informativa para empresas públicas e privadas sobre epilepsia.


“O PL tem como objetivo levar informações sobre a epilepsia para empresas a fim de diminuir o estigma sobre a doença; encorajar a contratação de pessoas com epilepsia; promover a educação de empresários (as), dirigentes, funcionários (as) e outros prestadores de serviços que exerçam atividades regulares, sobre como agir diante de um episódio convulsivo devido à epilepsia e integrar os atores acima de forma a garantir a construção de um ambiente de trabalho sustentável”, concluiu a vereadora.
Sobre o PL0327/21

O PL visa instituir a campanha informativa para empresas públicas e privadas sobre Epilepsia. A realização dessa campanha, aconteceria na semana em que acontece o “Dia Nacional da Conscientização da Epilepsia”, celebrado no dia 9 de setembro.

Atualmente está sendo analisado na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, em seguida passará pelas outras comissões designadas. Caso aprovado, seguirá para duas votações em Plenário, seguindo para sanção ou veto do Prefeito.

Receba nossas

novidades por

email

    Siga a Cris nas redes:

    © 2021 Cris Monteiro. Todos os direitos reservados.