Centros de Referência da Mulher serão terceirizados

13 de setembro de 2021

Os Centros de Referência da Mulher (CRM) são unidades que oferecem às mulheres em situação de violência atendimento psicológico, social e jurídico. Atualmente, a cidade de São Paulo conta com quatro CRMs – dois localizados na zona sul, um na zona norte e outro na região central.


A Prefeitura de São Paulo publicou um edital de chamamento referente à terceirização dos Centros de Referência da Mulher (CRM). No documento, o Executivo informa que o objetivo é selecionar parceria com Organização da Sociedade Civil para a colaboração e promoção no atendimento à demanda do Centro de Referência da Mulher Casa Elaine Grammont, localizado na Vila Clementino, Centro de Referência da Mulher Maria de Lurdes Rodrigues, localizado no Capão Redondo, e o Centro de Referência da Mulher da Brasilândia. Ainda segundo o chamamento, os trabalhos serão supervisionados pela Coordenação de Política para Mulheres da Secretaria Municipal de Direitos e Cidadania terão vigência de 24 meses.


Segundo a Prefeitura de São Paulo, a contratação de uma Organização Social vai permitir o aumento da equipe de trabalho e dos serviços prestados. O mesmo modelo de contratação já é adotado na Casa da Mulher Brasileira, considerado uma rede de excelência de apoio à mulher.
“Sou favorável à terceirização dos serviços públicos. Entidades sociais podem fazer a gestão com muito mais eficiência e agilidade. Defendo também a criação das Escolas Charters, em que escola continuará sendo pública, mas com gestão privada e com muito mais qualidade no ensino”, enfatizou a vereadora Cris Monteiro.

Receba nossas

novidades por

email

    Siga a Cris nas redes:

    © 2021 Cris Monteiro. Todos os direitos reservados.