fbpx

Medellín, da guerra urbana ao título de cidade mais inovadora do mundo!

9 de março de 2023

Durante os anos 90, Medellín, a segunda maior cidade da Colômbia, viveu um período marcado pela dominação do narcotráfico. No entanto, hoje em dia, a cidade é referência em urbanismo social. Como isso aconteceu? Segue o fio 🧵

O movimento de transformação começou no início dos anos 2000 e culminou com o recebimento do prêmio de “Cidade Mais Inovadora do Mundo” em 2013. Mas como isso foi possível?

A pacificação ocorreu também por meio do urbanismo social, que incentivou o convívio entre as pessoas e mudou a relação da população com a cidade.

Com a criação de espaços públicos de convivência, foi possível gerar um ambiente seguro para todos os moradores de áreas que antes eram consideradas violentas e perigosas.

As autoridades levaram equipamentos públicos e soluções inovadoras para as comunidades mais carentes da cidade. Foram construídas bibliotecas, parques, praças e complexos de educação, cultura e lazer.

Os projetos urbanísticos, passava por secretarias do município, que contribuíram com diferentes pontos de vista para melhorar a iniciativa.


O que está por trás do conceito de urbanismo social aplicado em Medellín é a necessidade de se construir “lugares” e não apenas “espaços”.

A urbanização das favelas e comunidades paulistanas precisa ocorrer em cooperação com a população, para que possamos construir novos espaços de convivência e menos áreas de perigo com obras de infraestrutura finalizadas.

Por essa razão, o desenvolvimento do projeto é feito a partir de uma perspectiva arquitetônica que leva em consideração a identidade e o propósito de uso daquele espaço dentro da comunidade.

O nosso papel enquanto poder público é colocar o morador no centro da discussão.

Me acompanhe também pelo instagram clicando aqui!

Receba nossas

novidades por

email






    Siga a Cris nas redes:

    © 2024 Cris Monteiro. Todos os direitos reservados.